14 de outubro de 2014

"Fizeste a Maratona. E agora?"

Esta é a pergunta que alguns amigos me fazem "Fizeste a Maratona. E agora?".

Pelo que li em alguns sítios, após a conquista de um grande desafio pessoal, seja a primeira Meia Maratona, Maratona, Ultra Trail, etc. (normalmente provas longas e distâncias que até então não havíamos feito antes), passamos por um período onde se instala um certo vazio e uma grande falta de vontade em voltar a treinar.
Talvez isso se deva ao facto de aliado à prova em questão, estar também toda uma fase anterior de preparação intensa, com vista a esse grande objectivo e alcançada a meta o corpo nos diga "Ok. Já está feito. Agora preciso de descansar por uns tempos.".

O problema é que ao contrário desses casos, eu tenho alguns amigos que não gostam de ver ninguém sentado comodamente no sofá por muito tempo, e três dias antes da Maratona de Lisboa, há um (David Simão) que me uma mensagem, à qual se seguiu o seguinte diálogo:
David: Tenho um desafio par ti. Se te arranjar um dorsal com transporte vais ao porto?
Eu: Epá isso é tentador. Tu vais?
David: Sim, vou!
Eu: Que se lixe então. Bora lá. Isto da maratona está-me a fazer mal. Devo estar a ficar maluco.
David: lol. O treino está feito.
Eu: Mas isso é certo ou vais ver se consegues arranjar?
David: É certo.
Eu: Chiça. Ainda estava com esperanças de que fosses pedir e já não fosse possível.

Passados alguns segundos desta conversa é que "desci à terra" e pensei "Ainda nem fiz esta maratona. Não sei como vai correr e se me vou aguentar, e já estou a aceitar um convite para outra que é daqui a um mês? Não devo mesmo estar bom da cabeça."

Apesar do convite aceite, a confirmação só seria dada depois de terminar a maratona de Lisboa, mas bastaram 5 ou 6km, para me virar para o David e dizer-lhe "Vou ao porto!".
Independentemente do que se passasse dali para a frente, a maratona já tinha valido a pena, porque já tinha sido mordido pelo bichinho dos 42,195km, por toda a magia dos momentos antes da partida, o companheirismo, os votos de boa prova para todos, etc. E porque estava a fazer precisamente aquilo que sempre disse "Vou tentar correr uma maratona, mas acima de tudo vou-me divertir". Porque para mim a corrida tem de ser isso. Diversão.
Dorsal 2447

Não pensem com isto que encaro esta prova de forma despreocupada. Tenho exactamente os mesmos receios e respeito pela Srª. Maratona, que tinha antes de dia 5 de Outubro, porque sei que se trata de uma prova muito dura, que não há duas iguais e levo tenho sempre presente o pensamento "A Maratona é uma prova justa. Não é uma prova que dê espaço a inspirações momentâneas, ou heroísmo de recta da meta. É muito simples, se treinas corre bem, se não treinas prepara-te, a senhora não faz prisioneiros!".

 Em termos de objectivos  pessoais, são exactamente os mesmos que para a de Lisboa, ou seja, chegar ao fim bem, isto é, sem grande sofrimento e divertir-me. Aliado a isso vou ter o privilégio de conhecer melhor a cidade do Porto acompanhado de alguns amigos e a pé.

Até breve e divirtam-se. Principalmente, divirtam-se a correr.

10 comentários:

  1. Hehehe....anda daí que vais ver o que é bom para a tosse :)....quando passares junto ao rio Douro, na Ribeira (sim, sim...ali na foto, onde estão os toldes brancos com as barraquinhas de lembranças), com a ponte D.Luis de frente, as tripeiras até te "levam" ao colo até à ponte para passares para Gaia :) ...."bamos, bamos, mais belocidade cara...go" :)
    Vemo-nos por lá ;)
    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Força Tigas!!!!!

    O bichinho atacou e atacou com força!!! :)))

    Um abraço

    ResponderEliminar
  3. E Pumba o bicho da Maratona é mesmo um gajo danado!!!!! Pica mesmo antes da coisa se dar eheheheheh :D

    À grande Tigas!!!! FORÇA!!!

    E acima de tudo.... Diverte-te muito!!!!!!!!!! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado. Beijinhos e até domingo em Almeirim. :)

      Eliminar
  4. ahahah carrega Tigas! Nunca passei por esse periodo de "depressão pós parto", pelo contrário. Costumo é atravessar um periodo de euforia em que penso que consigo fazer tudo! Força nisso, e até domingo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se calhar fui também contagiado com essa euforia. :)
      Abraço e até domingo.

      Eliminar
  5. Força embora eu não seja muito apologista de maratonas de enfiada...
    Mas isto talvez tenha a ver com a forma como são feitas.
    A dar o máximo convém ter alguma recuperação entre as mesmas, já nas calmas é diferente...
    Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também não sou apologista disso Jorge, e até tinha programado a do Porto para 2015, mas surgiu a oportunidade e aliado a isso o facto de este ano irem também muitos amigos. E é como dizes, a de Lisboa foi feita nas calmas e a do Porto ainda vai ser mais nas calmas.
      Abraço.

      Eliminar
  6. Vamos nessa Tigas! O pior já passou, agora é sé manter. Confesso que estou um pouco preocupado. Será a minha estreia e não ando a treinar mt bem! :/
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os trilhos têm-te dado a resistência e força necessária. Tenta ter alguma cautela e desfruta da prova. Vais ter uma grande estreia.
      Abraço.

      Eliminar