16 de abril de 2013

Trail de Sesimbra - A estreia nos trilhos

Este domingo fiz a minha estreia numa prova de trail. Já tinha ido treinar uma vez pelos trilhos de Monsanto e tinha gostado, mas ainda não tinha feito nenhuma prova. Tendo amigos atletas em Sesimbra, assim que souberam da existência desta prova, disseram-nos logo que tínhamos que lá ir. Inscrevi-me com o André para os 20km (Trail) e o Vitório nos 50km (Ultra-trail). Ficou logo combinado que as esposas iam lá ter mais tarde e que almoçávamos por lá depois do Vitório chegar.

Muitos dos acontecimentos vou explicá-los apenas por fotos para terem uma melhor noção da beleza desta prova.

Chegámos a Sesimbra por volta das 6:40h, fomos levantar os dorsais e assistimos à partida do pessoal do ultra, desejando ao Vitório uma boa prova e que não se atrasa-se por causa do almoço. :)
Fomos até ao carro preparar as coisas e às 8h voltámos para o local da partida onde já estava a Inês e começavam a chegar os restantes participantes.
Entretanto encontrámos a Rute e o João, que viriam a fazer comigo e com o André a segunda metade da prova.
André, eu, Inês, Rute e João
Às 9 horas foi dada a partida e percorremos toda a marginal até entrar numa estrada de terra batida e enfrentar a 1ª subida.

Vista de meio para cima

Vista de meio para baixo


Aos 3,8km estava o primeiro abastecimento, apenas de água e não fazia sentido haver mais do que isso, porque ainda estávamos no início da prova. Saímos do estradão de terra batida e entrámos para um trilho que nos levaria até junto da praia.
A descida até à praia
O olhar para o outro lado do monte e ver que tínhamos de "trepar" aquilo tudo
A vista da praia
O início da subida

Depois disto seguiu-se uma zona de altos e baixos mas de pouca inclinação onde deu para correr um pouco mais. A Inês estava cheia de vontade de acelerar e eu acompanhei-a, sem nunca perdermos o André de vista. Aos 9,8km tínhamos novo abastecimento e aí esperaria por ele num verdadeiro banquete (água, água com magnésio, bebida isotónica, coca-cola, frutos secos, marmelada, bananas e laranjas).
Ao chegar ao banquete dos 9,8km
Aqui a Inês perguntou-me se ia esperar pelo André e disse-lhe que sim, que iria acompanhá-lo até à meta e para ela seguir porque estava cheia de força e vontade de acelerar e assim fez (estava tão bem que terminou a prova 25 minutos antes de nós). Nesta altura chegou também ao abastecimento o primeiro atleta do ultra-trail, só que para ele (apesar de ter começado 2h antes de nós) já era o km 39 (daqui até à meta, as duas provas partilhavam o percurso).
No abastecimento estava também a Rute e o João e foi desde aqui que seguimos praticamente juntos os 4 até ao fim.
O André, a Rute e o João
Depois de algum tempo a correr por campos verdejantes, passámos um arame farpado e entrámos em Marte. Se calhar em vez de Marte é uma pedreira, mas o aspecto não deve ser muito diferente. Foi uma parte complicada da prova, com o piso muito seco e rijo e o ar bastante abafado devido ao calor. Felizmente ao sairmos de Marte, houve logo um abastecimento semelhante ao anterior (km 13).
Foto do solo de Marte
Depois seguiram-se mais uns kms por entre a vegetação e com paisagens magníficas.
Outros atletas
Vista sobre Sesimbra
O castelo ao fundo (mal sabíamos que passado uns kms estávamos a subir na sua direção)
Depois disto tivemos uma descida vertiginosa, daquelas mesmo boas para os joelhos, e ao fazer-mos uma curva avistámos a subida para o castelo.
No centro da foto dá para ver a descida "quebra joelhos"
A entrada no castelo
Entrámos no castelo a andar e fomos logo "advertidos" por um membro da organização que empunhava uma máquina fotográfica e que ordenou "Toca a correr, para ficarem bem na foto. E só podem parar no abastecimento que está já aí à frente". E como obedientes que somos, lá fomos nós em passo de corrida na direção de mais um (e último) abastecimento, que para além das iguarias dos abastecimentos anteriores, tinha ainda tostas com doce de abóbora, bolachas caseiras e batatas fritas (de pacote). Aí disseram-nos que daí até à meta era sempre a descer e por um trilho muito bonito, e foi mesmo. Para mim foi das partes mais bonitas da prova em que viemos sempre a "grande" velocidade por trilhos rodeados de arvoredo, até virmos dar novamente à marginal e fazer o paredão até à meta.
A meio do paredão recebo o melhor troféu do mundo (como diz o Pedro Carvalho), a minha medalha de ouro olímpica.
A minha filhota
Depois acelerei um pouco até à meta para poder registar em foto a chegada do André, que foi um campeão em resistência e bravura, mesmo passando um bocado mal já perto do final, devido ao calor e à tensão arterial que estava um pouco alta (mas foi depois aos bombeiros e estava tudo ok).
A minha chegada
Inês, André e eu, no final da prova.
Notas finais:
  • Parabéns à organização do Ultra-trail de Sesimbra (Associação o Mundo da Corrida).
  • Grande simpatia por parte de todos os membros da organização e colaboradores.
  • Excelente sinalização do percurso (era impossível haver enganos)
  • Abastecimentos muito variados e em grande quantidade
  • Salutar também o bom ambiente entre todos os participantes e espírito de entreajuda.
  • Uma palavra para o Vitório que fez uma prova magnífica no seu primeiro ultra-trail oficial e que aguardo o seu testemunho da prova.
  • Agradecimento e os parabéns, também aos meus companheiros de prova, Inês, André, Rute e João.
O trail ganhou mais um fã e participante.




19 comentários:

  1. Muitos parabéns pela prova mas tb pelo excelente relato e fotos que me "transportaram" para dentro prova...muito bonita a zona, gostei de tudo "menos" dessa descida "boa" para quem tem uns joelhos de 200anos como eu.
    O que mais gostei?....das fotos da tua "medalha olimpica"...lindo!
    Aquele abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa descida era mesmo muito inimiga dos joelhos. Abraço.

      Eliminar
  2. Parabéns pela estreia! Os trilhos ganharam mais um fã! ;) Foi uma prova muito agradável e em boa companhia.
    E o Vitório, como lhe correu? Nem consigo imaginar o que teria sido fazer mais 30km!

    Beijinhos e boa recuperação.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Vitório, apesar de uma dor no joelho, fez uma prova muito boa. Beijinhos.

      Eliminar
  3. Parabéns! A prova foi maravilhosa! Bela reportagem fotográfica!

    ResponderEliminar
  4. As fotos estão lindíssimas e transmitem bem a beleza da prova. Sou uma fã de Sesimbra. Fazer uma prova de trail lá seria, para mim, uma estreia 5*****. Quem sabe para o ano!

    Parabéns!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi realmente 5*, para o ano não faltes.

      Eliminar
  5. Tiago, o relato está muito bom e as fotos espetaculares.
    Já estou arrependido de não ter participado.
    Para a próxima vou.

    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para o ano há mais Vítor. Marca já na tua agenda.
      Abraço.

      Eliminar
  6. Parabéns pela grande estreia nos trilhos!
    Adorei o teu relato e as fotografias estão espectaculares. As que eu mais gostei foram aquelas em que estás a abraçar a tua filhota. Momento lindo!
    Beijinhos e boas corridas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Isa. Foi mesmo uma prova espectacular.
      Beijinhos.

      Eliminar
  7. Bom relato! Agora tenho de tratar de fazer o meu... :)
    Foi uma prova muito fixe!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Ricardo. Fico à espera do teu relato.
      Abraço.

      Eliminar
  8. Bem vindo ao Trail! É outro encanto e outro mundo, bem diferente da estrada!
    Parabéns!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida que é Jorge. Obrigado e abraço.

      Eliminar
  9. Belo relato! Excelente reportagem fotográfica!
    Parabéns!
    Abraço

    ResponderEliminar
  10. Parabéns pela estreia Tiago.

    Foi uma prova bastante agradável. Experiência para repetir já nas Lampas?

    Abraço

    ResponderEliminar